Administração
Contribuição
Você pode contribuir com os Projetos Missionários do Pb Janio Batista através de depósitos na conta: Ag. 104 Conta Poupança 1840081 praça oito Centro Janio Batista - Missoes Deus te abençoe! - Missão
Visitas
2551 Visitantes
Redes Sociais

Cabo Daciolo fala contra pastores maçons durante Gideões: “altar de Baal”

Durante a 36º edição do Gideões Missionários da Última Hora, o deputado federal Cabo Daciolo (PEN/RJ), que é pré-candidato deu uma mensagem bastante polêmica. Recebendo oportunidade para falar no sábado (28), afirmou que tinha uma mensagem de Deus.

Começou ‘revelando’ que havia no altar muitas pessoas que torciam pelo insucesso do evento. Chamando o presidente Reuel Bernardino e o vice Hueslen Santos, Daciolo afirmou que eles tinham “a chave da vitória”, mas que eles precisavam tomar uma decisão.

“Escuta o que Deus está falando. A primeira ordem que Gideão recebeu foi para destruir o altar de Baal. E Deus está dizendo ‘não quero pastores maçons em cima deste púlpito’”, 

Fiel ao seu estilo, o deputado sabidamente pentecostal orou em línguas e profetizou. Usando o texto de Juízes 6 a 8, ele fez um paralelo com Atos 4. “Deus quer multiplicar essa obra, mas é preciso fazer uma coisa, um ato de fé que vai revolucionar os Gideões no mundo […] Tem homens e mulheres na plateia que não têm o dinheiro da passagem e alguns nem o que comer”, sentenciou.

Em seguida, o deputado-pregador explicou que está fazendo um propósito de jejum e oração de 40 dias pela nação. Insistiu que Deus mandava uma mensagem para Reuel e Hueslen: “dividam a oferta com esse povo e vais ver como vai crescer”.

O pastor Hueslen, testemunhou que os Gideões estavam oferecendo comida e alojamento para muitos irmãos, em especial os que vieram “pela fé”. “Ninguém aqui na multidão vai ficar sem ter o que comer ou sem condição de voltar para casa”, explicou.

Mesmo assim, Daciolo disse que Deus pedia ‘algo mais’. “Deus quer todas as moedas e ele vai multiplicar”, bradou. “Só hoje, tudo que entrar vamos dividir com o povo”, pediu o deputado, recebendo uma resposta positiva do pastor Reuel.